Conheça o conceito de “Dark Kitchen” nova tendência no setor de Food Service

14/09/2021

4min

O setor de food service vive um momento de muitas mudanças e inovações, grande parte devido a onda da digitalização de negócios e a transformação digital. Uma das novas tendências é o conceito de “Dark Kitchen”, certamente você já ouviu falar sobre esse tipo de serviço de alimentação que está ganhando popularidade.

Essa tendência está atraindo muitos donos de restaurantes de todos os portes, cujo objetivo é de se afastar dos estabelecimentos tradicionais, concentrando-se apenas no digital e no delivery.

O que é uma Dark Kitchen?

“Dark kitchen”, também conhecida como restaurante fantasma, ou restaurante virtual ou ainda, ghost restaurant, é um estabelecimento de serviço de alimentação que oferece apenas comida para viagem.

Por não possuírem uma loja física, esses restaurantes podem entregar comida diretamente aos seus clientes, muitas vezes através do uso de serviços de entregas terceirizados. Vários grupos de restaurantes podem operar no mesmo conceito compartilhado, sempre com objetivo de entregar via delivery.

Por que é uma tendência?

Para todo novo conceito, existe um benefício ou vantagens reais, independente do setor. A principal vantagem da “dark kitchen” é sem dúvidas o custo. Sem um ambiente físico, o custo operacional na ponta do lápis é bem menor e os recursos para tal, são reduzidos drasticamente.

Além disso, não precisam se preocupar tanto com sua localização física quanto com um restaurante tradicional, por exemplo. Elas podem estar localizadas em áreas de aluguel baixos e espaços menores, economizando ainda mais.

Sem dúvidas, a redução de custos é uma grande vantagem, porém o verdadeiro impulsionador seja o crescimento da demanda on-line e nosso momento atual de pandemia.

Eficiência é a chave do sucesso!

Por não ter um espaço para atender os clientes, o conceito de “dark kitchen” consegue converter um volume e eficiência muito maiores do que um típico restaurante no seu dia a dia.

Uma das chaves para tal receita de sucesso é o preço do delivery (refeições) e da mão-de-obra. Os restaurantes podem reduzir os preços das refeições e manter a competitividade entre seus concorrentes cada vez mais alta, no final das contas o cliente sempre ganha com descontos, promoções e cupons, por exemplo.

Embalagem também conta

A capa do produto em questão sempre é um ponto favorável na hora da compra, os atacadistas e varejistas quem o digam. Pensar na embalagem adequada, com travas de segurança, com higienização e que os alimentos cheguem “inteiros”, permitem que o cliente fique tranquilo e satisfeito.

Para que a “dark kitchen” opere de forma eficiente, as embalagens além de adequadas ao tipo de comida, deverão atender à legislação local. A proibição de uso de embalagens descartáveis plásticas está se espalhando pelo país e mundo afora, afinal o meio ambiente agradece.

Deixe uma resposta

0 comentários

Ler depois

Compartilhar