Food Service deve crescer até 10% em 2021

16/07/2021

3min

Depois de uma queda nas vendas em 2020 por conta da pandemia de Covid-19, o comércio varejista voltou registrar números otimistas ainda no fim daquele ano, e em 2021 a expectativa é de crescimento. As vendas da indústria de alimentos para o setor de Food Service, que compreende bares, lanchonetes, padarias, redes de fast food, entre outros, teve uma queda de 8,6% cento em 2020, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA). 

 

Setor de serviços de alimentação deve crescer em 2021 - ABRE

De acordo com João Dornellas, presidente executivo da ABIA, com a reabertura gradual da economia a partir do segundo semestre de 2020, o Food Service iniciou um processo de recuperação, muito por conta da aceleração do processo de transformação digital para a maioria dos estabelecimentos e o retorno gradual dos consumidores às lojas físicas. 

Já o coordenador do Comitê de Food Service da ABIA, Daniel Silva, aponta que um dos pontos cruciais para a sobrevivência de um estabelecimento do ramo Food Service é a implementação de tecnologia, isso também pode ser aliado a novos modelos de negócio com as chamadas dark kitchens. 

Com essas mudanças na visão dos empreendedores e com a retomada gradual do comércio, a ABIA acredita que a participação do Food Service nas vendas totais da indústria de alimentos e bebidas deve recuperar boa parte da queda e sair dos atuais 24,4% para 30% este ano. 

O avanço da imunização e a mudança do comportamento do consumidor em relação as compras, junto com uma nova visão da indústria em relação ao setor, devem refletir nas vendas e geração de emprego, o que leva a uma estimativa de aumento nas vendas da indústria para o setor Food Service de 10% a 20% em 2021. 

 

fonte: Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA) 

Deixe uma resposta

0 comentários

Ler depois

Compartilhar